sábado, 25 de fevereiro de 2012

Leia o Oscar 2012


Olá, aqui quem fala é a Daniela, nova colaboradora do Tie Dye POA. Eu vou escrever aqui sobre livros e literatura em geral. Eu tenho um blog onde eu falo bastante sobre isso - e algumas outras coisas também -, mas eu não poderia negar o convite da Vica para participar desse blog que eu conheço e acompanho há tanto tempo. Eu demorei para começar, e espero poder postar aqui a cada duas semanas sem falta. Mas só o tempo dirá se isso vai ser possível (fazendo reza braba pra preguiça ir embora). Então vai ser assim, posts rápidos sobre assuntos relacionados ao livros e à literatura. 

E como estamos todos em clima de premiação, e não de qualquer premiação, a maior premiação do cinema mundial, o Oscar 2012, vou compartilhar aqui os livros que deram origem aos filmes concorrentes ao Oscar. Adoro cinema e não sou do tipo que compara se o filme é melhor que o livro, pois são mídias diferentes e formas diferentes de contar histórias. Então, eu sugiro que se faça as duas coisas, leia o livro e veja o filme, principalmente porque se você gostou do filme, provavelmente vai gostar do livro, e vice-versa (se você se livrar dos preciosismos e preconceitos, é claro), salvo raras exceções, que às vezes não são tão raras assim.

 


A invenção de Hugo Cabret”, “Hugo” no título original, de Martin Scorsese, é baseado no livro “The invention of Hugo Cabret”, no Brasil "A Invenção de Hugo Cabret", escrito por Brian Selznick. A obra infanto-juvenil é cheia de detalhes bem visuais que auxiliam na narrativa e o filme é um das coisas mais lindas que eu já vi no cinema.

 


"Cavalo de Guerra", de Steven Spielberg é baseado na obra homônima de Michael Morpurgo. Outro livro infanto-juvenil que ganhou as telas com uma beleza lírica e pura. O filme é do Spielberg, então espere muitas lágrimas. 

 


"O Homem que Mudou o Jogo", de Bennett Miller é baseado na obra de não ficção "Moneyball" (nome original do filme também). É um livro-reportagem do jornalista especializado em economia Michael Lewis. No filme tem Brad Pitt. 

 


"Os Descendentes", de Alexander Payne, foi adaptado do romance de estreia da americana Kaui Hart Hemmings e foi lançado no Brasil pelo selo Alfaguara em 2011. Tem George Clooney. 

 


"Histórias Cruzadas", de Tate Taylor foi adaptado do livro "A Resposta", de Kathryn Stockett e fala sobre as relações domésticas entre patroas brancas e suas empregadas negras no Mississipi de 1962, tempo de leis racistas de segregação. O filme é muito mastigadinho e dá a impressão de: "veja como a branca intelectual é magnânima e salvou as mulheres negras de suas realidades terríveis. Tá, nem tão exagerado assim. 

 


"Tão Forte e Tão Perto", de Stephen Daldry foi adaptado do livro "Extremamente Alto e Incrivelmente Perto" do autor Jonathan Safran Foer e é considerado um dos melhores romances publicados sobre o trauma do 11 de Setembro.

E então? Que tal ler o Oscar 2012? Já leu algum dos livros? Viu alguns dos filmes? Conta nos comentários o que achou e o que espera do livro e do filme que leu/viu ou quer ler/ver. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hair frenzy!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...